Dançando com Arte: As Mulheres Que Habito de Tina Lautert

Início » Dançando com Arte: As Mulheres Que Habito de Tina Lautert

Sexta-feira (11/11) aconteceu a abertura da exposição As Mulheres que Habito, da artista Tina Lautert. Tivemos uma noite inesquecível, com muita arte e amor.

abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-244

Tina convidou alguns amigos que ajudaram a criar um clima completo para a abertura da exposição.

abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-214

O Mágico Martí nos fez dar muitas risadas. Os músicos Victoria Aftalión, Mara Gutierrez, Silvia Alvarez, Elaine Martins, Telma Coelho (vozes) Eduardo Vidili (percussão) e Massashi Murahara (violino) nos emocionaram.

abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-68

A Fernanda Mattos, produtora da Tina, amarrou tudo. E é claro, que todo esse ambiente foi pintado com as belíssimas obras da Tina Lautert.

abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-212

Exposição Mulheres que Habito:

Em As Mulheres que Habito, Tina Lautert expõe com charme toda sua sensibilidade, fragilidade, delicadeza, sensualidade e poesia. Revela variadas possibilidades adormecidas nas almas femininas. Mistura tinta, dança, música, sonho e movimento. A liberdade com que suas cores se misturam e a força com que suas curvas nos seduzem são um convite para uma deliciosa viagem pelo universo feminino.

abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-100

O projeto Dançando com Arte:

Dançando com Arte era um projeto que guardávamos com muito carinho aqui no baú de idéias da Kirinus Escola de Dança. O nosso objetivo com esse movimento é abrir as portas da escola para que os artistas da cidade – e porque não, do Brasil?! – possam aproveitar o espaço para expor seus trabalhos e também para experimentar novas possibilidades. Queremos incentivar os artistas! E o projeto está ganhando força, já passaram pela escola os artistas: Bruno Barbi e François Muleka, Bruna Vettori (Rotina & Rabisco), Cleber Valério & Jordane Marques, Wagner Wagz, Gabriel Young e a Tina Lautert.

abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-148

A Tina Lautert:

Tina Lautert já era artista muito antes de encontrar a pintura. A poesia sempre esteve presente em sua vida: seu olhar, suas escolhas, seu andar, seu caminho e seu destino foram constantemente guiados pela poesia.

Nascida em Porto Alegre, formou-se em Arquitetura pela UniRitter, transitou pela dança, teatro, música, yoga, artes plásticas e magia. Autodidata, trabalha com técnicas variadas: tinta acrílica, aquarela, aquarela para tecido, hidrocor, lápis de cor e colagem.abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-20Muito sensível, a artista cria quando seus sentimenos demandam saída. “Quando a emoção transborda, a pintura toma forma. Tanto alegria e plenitude quanto tristeza e tormento; o sentimento me inspira.” – diz a artista. “Quando o peito está explodindo e já não cabe mais no coração, a arte cria vida.”abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-391Sua temática recorrente busca fonte de inspiração na alma feminina. Sempre presente em seus quadros, a dança, o movimento, a sensualidade, a provocação, o desejo, a leveza, as curvas, o colorido em um universo infinito que só o mundo feminino é capaz de contar.
abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-346A artista sente que suas experiências individuais são também experiências universais femininas. “Estar plena me faz querer pintar, e a minha pintura procura mostrar o que é belo. Tornar o mundo mais florido, mais colorido, mais alegre. Poder mudar o humor de uma pessoa é um processo lindo.”

Tina Lauter busca a beleza, o lúdico, a felicidade e o equilíbrio em sua arte, e, dessa maneira, compartilhar um pouquinho do seu próprio mundo.abertura-da-exposicao-as-mulheres-que-habito-de-tina-lautert-na-kirinus-escola-de-danca-em-florianopolis-no-dia-11-de-novembro-de-2016-57Os quatros da exposição Mulheres que Habito, de Tina Lautert, seguem expostos na Kirinus Escola de Dança durante todo o mês de novembro. Confiram os registros da abertura da exposição:

2017-01-26T19:48:19+00:00

Leave A Comment